ABFPAR RESGATA FILHOTE DE CORUJA-DE-IGREJA EM LAVRAS/MG

leane01

No dia 25/07/2015 à ABFPAR foi acionada para fazer o resgate de um filhotão de coruja-de-igreja (Tyto furcata).

Após constatar a presença de um filhote da referida espécie no seu quintal, um morador da cidade de Lavras/MG, de nome Rodrigo, acionou o destacamento da polícia ambiental da sua região, que por já estar envolvido em outra ocorrência a encaminhou para o diretor científico da ABFPAR, Sr. Leane Pádua, para proceder o resgate.

O diretor fez as comunicações de praxe ao IEF/MG – Instituto Estadual de Florestas objetivando a expedição das licenças competentes, para que a mesma possa ser direcionada ao programa de reabilitação da ABFPAR.

Parabenizamos a atitude do cidadão em realizar o pedido de resgate a autoridade competente. Afinal, conforme consta na Lei 9605/98 (Crimes Ambientais):

Art. 29. Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida:

Pena – detenção de seis meses a um ano, e multa.

§ 1º Incorre nas mesmas penas:

I – quem impede a procriação da fauna, sem licença, autorização ou em desacordo com a obtida;

II – quem modifica, danifica ou destrói ninho, abrigo ou criadouro natural;

III – quem vende, expõe à venda, exporta ou adquire, guarda, tem em cativeiro ou depósito, utiliza ou transporta ovos, larvas ou espécimes da fauna silvestre, nativa ou em rota migratória, bem como produtos e objetos dela oriundos, provenientes de criadouros não autorizados ou sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente.