UMA NOVA TEMPORADA DE REPRODUÇÕES SE APROXIMA!

rafael

Dentro de alguns dias diversas pessoas do Brasil começarão a receber as aves de rapina que reservaram ao longo do ano em criadouros comerciais autorizados. Com relação a essas pessoas, apenas pedimos gentilmente que reflitam sobre a palavra consciência.

Consciência nada mais é do que a capacidade de examinar a si mesmo e fazer um autojulgamento . Lembre-se que o que nos difere dos animais é a capacidade avançada de pensar.

Empunhar uma ave de rapina para falcoaria ultrapassa questões afetas ao ego, a espiritualidade ou a sensação de poder.Empunhar uma ave de rapina é ter a consciência que a partir daquele momento você está prestes a carregar nas suas costas uma arte de mais de 4000 anos que prega, antes de mais nada, o respeito, a cumplicidade e o atendimento das necessidades físicas e psicológicas da ave que você escolheu para ser sua companheira.
Pense:- A ave não escolheu estar com você. Você que a escolheu para estar consigo.- A ave não é a primeira coisa a se ter como objetivo e sim o conhecimento para se tê-la.Se você não estudou para ter um animal de trato complexo como um rapinante, não fruste o animal ou se fruste. Ceda a sua vez para alguém mais preparado.Aves de rapina mal manejadas podem desenvolver comportamentos insuportáveis e até mesmo irreversíveis.
Estude mais um pouco. Isto não é vergonha, é respeito. Conheça a nossa associação e busque conhecimento com os falcoeiros mais experientes do nosso país.Já você que encontra-se pronto, a ABFPAR- ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FALCOEIROS E PRESERVAÇÃO DE AVES DE RAPINA lhe deseja sorte na sua jornada de falcoaria e também lhe convida a fazer parte dos nossos quadros.
Lembre-se: “Nem tudo que eu quero eu posso; nem tudo que eu posso eu devo; e nem tudo que eu devo eu quero”
——————————————————————————-
Quer ter acesso a uma biblioteca/videoteca com os melhores títulos sobre falcoaria, filie-se: www.abfpar.orgFoto de Luiz Lage – Associado Rafael Diniz do Estado de Minas Gerais, empunhando um Gavião-de-cauda-branca (Geranoaetus albicaudatus) -